3.2.09

jardim da sombra

toca-me de mansinho e leva-me pela mão
ao jardim onde embarcámos um dia
no silêncio da chuva

percorre-me na sombra
e sê comigo
num momento eterno de sorriso

7 comments:

aidamonteiro said...

Silêncio e sorriso...para quê as palavras?
Bonito espaço!

palmira8 said...

voltarei a apanhar a sombra deste jardim

lena said...

:)

Marcos Loures said...

Soneto
Vivendo meu tormento, por viver
Sabendo cada dia de saudade,
Tentando sem tentar vou esquecer
A vida que deixei nessa cidade.

Fingindo te querer por não poder
Saber se tens ou não felicidade,
Morrendo devagar, prá não morrer
Queimando cada chama que não arde...

Seguindo tantos falsos mandamentos,
Mascate, vou atrás dessa lembrança,
De quando não havia sentimentos,

Querendo traduzir em esperança
Os dias mais cruéis, nos pensamentos,
Que trazem velhos tempos, qual criança...

zuladairam said...

Aprecio esse terno tentilhar de palavras, pensamentos e sentimentos.Parece-me familiar ;)Fica o convite a visitar o meu blog.

As cores da vida said...

mágico *

estou de volta :) *

As cores da vida said...

ó pra mim aqui outra vez :P só para dizer: um dos blogs mais bonitos de sempre!

Quero sentir-me reconfortada? Venho aqui. Sinto-me muito bem? Venho aqui. Sinto-me menos bem? Aqui venho.

:P toing *