18.2.08

os pássaros e as cobras

Fúria cósmica que vem das raízes. Espasmos de

terror e de suor viscoso dentro de tudo que nasci

e morro a cada hora. Em cada gesto. Em cada grito.

Ondulantes vibrações escorrem-me dos braços, depois

de tantas noites de angústia cantada. No meio dos

pássaros e das cobras. E da areia movediça convi-

dando a cada esquina.

Tantas dores infundadas e vivas. Tantas garras de

lâminas. Tantas palavras choradas e ridas sem

repouso. Fúria de loucura nestes restos mortais

de um cadáver vivente que agoniza, sugando

a imanente felicidade da Terra. Coloridas taças

de veneno libertador. À espera de uma fonte

de água gelada escorrida das montanhas silen-

ciosas do desejo de alegria e paz. Como aguentar

este cavalo louco!

3 comments:

kleinexa said...

"...só o amor socorre por dentro..."

Lembrou-me o abismo entre o espírito e o corpo...

Bjs e força!

Miguel Barroso said...

Lembro-me de mim...

A SEIVA

LAD said...

nasci em 1980, sou dj e produtor de música e tenho alguns discos seus e dos Salada de Frutas na minha colecção para memória presente e futura.

: ))